Slide2

Eu sempre gostei de cozinhar, nos últimos anos fiz isso com um prazer a mais, afinal cozinhar era meu jeito de garantir a segurança do meu filho e o fim da alergia alimentar. Mas dentre todas as coisas nessa vida a que eu gosto mesmo de fazer é pão.

Considero que tenho alma de padeira, acho incrível como o pão pode nos fazer felizes na simplicidade, pão azeite e sal, pão com tomate e manjericão, pão com ovo, pão torrado na sopa, na salada, purinho, pão é uma unanimidade.

Quando assisti Cooked (corre lá na Netflix e vê os quatro de uma vez!) eu sabia que era no pão que eu era eu mesma, onde eu de fato era feliz, era onde eu gostaria de estar, era como eu me sentia verdadeiramente feliz, mas apesar disso ainda não tinha me realizado completamente porque não tinha um fermento pra chamar de meu.

Já havia testado algumas receitas e métodos mas não tinha ficado satisfeita com o resultado e acabava largando o fermento pra lá e ele morria. Mas não ter um fermento meu seguia me incomodando, era um pensamento que me perseguia dia e noite.

Semanas atrás eu assisti a todos os episódios de Chef`s Table e foi conclusivo, especialmente em relação ao meu negócio (eu tenho uma marca, outro dia conto), percebi os lugares onde eu não gostaria de estar, as atitudes que gostaria de ter, o que de fato era importante nessa minha caminhada de comer e cozinhar.

O último episódio me impactou tanto que decidi a voltar escrever e fazer meu fermento.

Já fiz aqui, algumas vezes, pão de malte.  Desde aquela época a cultura cervejeira cresceu muito na cidade, ganhei novos amigos e tb novos fornecedores de malte, rs.

Tinha congelado uns 2kg de bagaço de malte de uma ESB da Cervejaria Adamantine e coloquei a mão na massa. Fiz de modo semelhante a última vez, fervi uns 500g do bagaço de malte em bastante água e depois bati no liquidificador até ficar bem processado. Com 250g de bagaço coado fiz a receita do Pão pra toda obra acrescentando o malte. Deixe crescer duas vezes, ficou muito fofo e muito macio.

O restante do malte batido deixei dentro do bowl sobre a pia, por umas 24h pra fermentar, coei, descartei o bagaço e com o coado comecei meu levain. Segui a receita do Luiz Américo e depois de uma semana meu fermento estava como a primeira foto. Ele era incrível, vivo, muito vivo, e eu fiquei apaixonada. Separei 200g pra ser o fermento de uso, congelei 600g em porções de 200g e preparei 200g pra virar fermento biológico seco (já, já explico como).

Dos 200g separados, 100g guardei na geladeira pra uma próxima fornada, e as outras 100g usei pra fazer pão, uma receita muito semelhante a do pão pra toda obra, mas muito no olho, até ficar com essa consistência aqui abaixo.

Slide1

Dividi em duas porções de mais ou menos 600g, uma sovei e outro coloquei direto na forma, pra verificar se haveria diferença entre o resultado (o sem sova ficou mais aerado e mais fermentado), não queria a massa com muito gosto de levedo então deixei crescer por umas 4h só, e assei. Fiquei feliz pra caramba com o resultado.

Slide5

Ficou um pão fofo com a casca grossa, aerado mas não muito, e levemente azedinho. Mas o mais importante é que meu fermento, meu mesmo, criado por mim, ficou perfeito, segue vivo e tirou aquele incômodo que existia dentro da minha cabeça 🙂

Sobre o fermento que deixei secar. Acrescentei mais farinha e fiz pequenos “pães” do tamanho de uma castanha do pará. Esses mini-pães vão ficar secando até ficarem bem duros, depois serão pilados e esse produto esfarelado será o fermento biológico seco. Diferente do industrializado ele precisará ser hidratado e ativado para voltar ao uso e quando eu for usá-lo postarei aqui o método e o resultado.

Slide3

E aqui termino essa postagem gigante, com um sorriso no rosto e fatias de pão quentinho no prato aguardando sal e azeite pra satisfazer meu coração de padeira.

Slide4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s